Codec integra evento da Agência Brasileira de Exportação e Investimentos

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos promoveu, entre os dias 25 e 27 de abril, em Brasília (DF), um treinamento com consultores americanos e coreanos sobre boas práticas para atração de investimentos. O evento reuniu representantes de secretarias e Agências de Desenvolvimento Econômico de todos os Estados, incluindo a do Pará (Codec), representada pela diretora de atração de investimentos e negócios, Lucélia Guedes, e pelo gerente de desenvolvimento de oportunidades, Cesar Anunciação. 

Os especialistas internacionais apresentaram as melhores práticas de captação de investimentos estrangeiros e mediaram um debate sobre as estruturas e estratégias de promoção adotadas pelos governos estaduais brasileiros. “A capacitação permitiu o aperfeiçoamento do trabalho desenvolvido pela Codec junto aos investidores nacionais e internacionais e também possibilitou a interação com outras agências do Brasil que desenvolvem iniciativas semelhantes. Foi muito bom poder ouvir os relatos desses especialistas e constatar que o Pará está no caminho certo”, explica Cesar Anunciação, gerente de desenvolvimento de oportunidades da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado.

O evento contou com a presença do norte-americano Carlos Griffin, consultor sênior de investimentos estrangeiros diretos e comércio; Jeffrey Kim, ombudsman da Agência de Comércio Exterior e Investimento da Coreia (Kotra), e Youg Yeol Yoo, home doctor (especialista que auxilia empresas estrangeiras no levantamento e solução de problemas apontados por clientes, nas mais diversas áreas), tambem da Kotra.

Segundo Jeffrey Kim, o Brasil é o principal destino dos investimentos coreanos na América Latina. Somente em território brasileiro esses investimentos já somam mais de sete milhões de dólares e resultam da atuação de mais de 200 empresas no país. “Apesar da longa distância geográfica e da diferença cultural entre os dois países, podemos ampliar essa capacidade de investimento e de cooperação econômica bilateral. O Brasil é o quinto maior país do mundo, com uma grande variedade de recursos minerais e um mercado consumidor expressivo.”

“A Apex nos proporcionou um treinamento com técnicos que estão diretamente ligados à atração e atendimento de investidores. Eles nos repassaram o que há de mais atual nessa área, mostrando como atender, atrair e apoiar um investidor dentro dos setores produtivos”, explica Lucélia Guedes.

Durante a programação, todos os participantes tiveram espaço para apresentar as potencialidades de seu estado e mostrar, na prática, suas estratégias para atração de investidores. “Fomos os primeiros colocados entre os estados, ao lado do Amazonas e Pernambuco, com um case sobre a verticalização da produção do açaí no estado do Pará.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.