Feira de Negócios do Açaí em Belém vai incrementar a cadeia produtiva

Lançamento da Feira de Negócios do Açaí no auditório da Faepa

A Feira de Negócios do Açaí (Açaizal) foi lançada nesta sexta-feira (25), em Belém, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa). Empreendedores e autoridades presentes puderam conhecer os objetivos e a programação do evento. A Feira de Negócios do Açaí, que ocorrerá nos dias 21, 22 e 23 de novembro no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia, em Belém, é uma realização do Governo do Pará, Instituto Brasileiro do Açaí (Ibra) e da Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará (Famep).

O secretário de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Hugo Suenaga, representou o governo do Estado no lançamento, destacando a importância de iniciativas como a Feira de Negócios e a relevância das cadeias produtivas no Pará.

“Quero deixar meus parabéns à organização da ‘Açaizal’ e afirmar que podem contar com o governo do Estado, para que a gente consiga mostrar para a população que o nosso açaí é único, e que a gente consiga estar alavancando todas as potencialidades do Estado”, disse o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap).

Verticalização – Em relação à produção de açaí, o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará, Lutfala Bittar, informou que para reduzir as desigualdades sociais existentes entre Norte e Sul, a Companhia tem entre suas missões fazer com que esse Estado industrialize cada vez mais sua produção. “Somos líder na produção de açaí, cacau, mandioca e dendê. Nós temos que segurar nossa produção e fazer que essa riqueza fique aqui”, ressaltou.

“O objetivo da Feira é juntar todos os segmentos da cadeia produtiva para desenvolver e verticalizar a produção. O projeto foi construído pensando em um ambiente desses”, disse Arnaldo Silva, presidente do Instituto Brasileiro do Açaí (Ibra). Ele anunciou que a programação inclui cursos, seminários, palestras, capacitação e oficinas.

Representando a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o chefe adjunto, Bruno Giovany de Maria, ressaltou a relação da instituição com o tema. “Desde o início desse projeto da ‘Açaizal’, a Embrapa se interessou, e temos bastante a contribuir. Fazendo uma feira de negócios, a nossa intenção é ter um espaço no evento para apresentar nossos pesquisadores, nossos laboratórios e nossas linhas de pesquisa que podem contribuir com essa pérola negra da Amazônia, que é o açaí”, assegurou.

Por Camila Botelho (Sedap)

Últimas Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *