Parque de Ciência e Tecnologia Guamá desperta interesse de empresários paulistas

O titular da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet), Alex Fiúza de Mello, esteve reunido na última terça-feira, 24, com representantes do grupo “Citróleo” – atuante nas áreas de biocosméticos, farmacêutica e de fragrâncias -, que tem interesse em instalar um módulo avançado de suas empresas no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá. A vinda dos empresários é fruto de uma parceria da Sectet com a Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), voltada à captação de investidores para o PCT.

A Citróleo já conta com subsidiárias localizadas em três estados brasileiros: Minas Gerais, Bahia e Pará, mais especificamente no município de Santa Luzia do Pará, onde está sediada a unidade “Amazônia em Gotas”, que produz óleos, manteigas e resinas. De acordo com o secretário Alex Fiúza de Mello, um dos fatores que despertaram no grupo paulista o interesse em se instalar no PCT Guamá é a proximidade com pesquisadores que desenvolvem estudos na área de cosméticos e perfumaria, possibilitando uma colaboração mútua com vistas ao desenvolvimento de produtos inovadores.

Visita ao Parque – Após a reunião, os empresários fizeram uma visita ao parque tecnológico guiada pelo presidente da Fundação Guamá, Antonio Abelém. Na ocasião, eles tiveram a oportunidade de visitar dois laboratórios avançados de pesquisa e desenvolvimento da área de biotecnologia, instalados no Espaço Inovação: o Laboratório de Óleos Vegetais e Derivados, especialista no estudo de oleaginosas, e o Centro de Valorização de Compostos Bioativos da Amazônia (CVACBA), que oferece serviços que possibilitam o controle de qualidade e o desenvolvimento de ingredientes nutricionais e bioativos.

“Encontramos uma estrutura física e tecnológica que vai bem ao encontro do nosso propósito, de trazer a sinergia do que acontece no mercado com as tendências em pesquisa e desenvolvimento para gerar melhorias de processos e novos produtos”, afirmou Juliano Della Coletta, diretor de operações do grupo Citróleo.

Além dos gestores da Sectet e da Fundação Guamá e dos diretores do Grupo Citroleo, participaram dos eventos o gerente de Desenvolvimento de Oportunidades da Codec, Augusto Cesar Anunciação, e a diretora da empresa Inolex, Cristina Saiani.

Parque de Ciência e Tecnologia Guamá – Construído em Belém, em uma área de 73 hectares cedida UFPA e pela UFRA, o PCT Guamá é o primeiro parque tecnológico a entrar em operação na Amazônia. A construção e consolidação do espaço são de responsabilidade do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet). O PCT Guamá abriga iniciativas como o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Centro de Excelência em Eficiência Energética da Amazônia (Ceamazon), o Laboratório de Alta Tensão, o Laboratório da Qualidade do Leite e o Espaço Inovação, prédio que reúne laboratórios de ponta e empresas de base tecnológica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.