Ações de estímulo ao desenvolvimento econômico do Estado terão continuidade com recondução da gestão da Codec

Foto: Lucas Farias (ASCOM CODEC)

A Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec) reconduziu a sua Diretoria Executiva para o biênio 2023-2025 e se manterá, nos próximos anos, como importante vetor para o desenvolvimento da economia paraense, atraindo investimentos ao estado e estimulando a verticalização do que é produzido no Pará. 

A definição de um novo mandato da Diretoria ocorreu na manhã desta terça-feira (24), durante uma reunião na sede do órgão estadual, no bairro de Nazaré, em Belém. Além do atual titular da entidade, Lutfala Bitar, tiveram mandatos renovados os diretores Antônio de Pádua Rodrigues, para a Diretoria de Estratégia e Relações Institucionais; Manoel Ibiapina, para a Diretoria de Atração de Investimentos e Negócios; Artur Tourinho, para a Diretoria Administrativa e Financeira; Raimundo Wanderley, para a Diretoria Técnica; e Edimar Gonçalves, para a Diretoria Jurídica. 

Para o presidente da Codec, a recondução significa o reconhecimento ao trabalho que está sendo desenvolvido e que se encaminha para realizações históricas. “Estamos, atualmente, com quatro Distritos Industriais e já estamos trabalhando pela implantação de novos Distritos em Castanhal, Santarém, São João de Pirabas e Breves, para ajudar a industrializar o Marajó, além da ZPE Barcarena. Isso já é histórico pois em mais de 40 anos o estado implementou os quatro Distritos atuais e nós, em quatro anos, já demos passos significativos para implementar mais quatro”, destacou Lutfala Bitar, adiantando quais serão as prioridades da Companhia nos próximos anos. 

Governança

“Esse é um momento muito marcante, em que a Codec reconduz a sua Diretoria, que tem a função precípua de executar os projetos importantes para o desenvolvimento do Estado do Pará”, explica o advogado e membro do Conselho de Administração da Codec, João Paulo Mendes Neto.

João Paulo Mendes Neto, membro do Conselho de Administração da Codec. Foto: Lucas Farias (ASCOM CODEC)

Ele acrescenta a importância do cumprimento de metas e do enfrentamento de desafios nesta nova gestão. “Temos agora, de 2023 até 2027 muitas metas a serem cumpridas e isso vai ao encontro de uma política de desenvolvimento do estado que irá ajudar a industrializar o Marajó, com o Distrito de Breves, por exemplo. Também é muito importante a atuação do Conselho de Administração junto à gestão da companhia para que avancemos em temas relevantes, como a regularização fundiária em localidades chave, como Barcarena especificamente, a fim de que esse desenvolvimento seja em cadeia, desde comercialização de áreas até o projeto final”, explicou. 

Na reunião, foi aprovada a Carta Anual de Políticas Públicas da entidade para 2023 que, entre outros itens, assegura a continuidade das políticas públicas desenvolvidas pela Codec, como o Programa de Fortalecimento do Segmento Produtivo Estadual e a estratégia de divulgação do Pará como destino para investimentos. 

Com a aprovação, a companhia reafirma o seu compromisso com boas práticas de governança corporativa estabelecidas na lei nº 13.303/2016, já tendo sido reconhecida pela Auditoria Geral do Estado (AGE) pelo cumprimento do que é estabelecido na lei, figurando em posição de destaque entre as empresas públicas e sociedades de economia mista no Estado do Pará. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.