Codec discute implantação de empresa de maquinários para movimentação de granéis sólidos no Pará

A Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec) reuniu, nesta sexta-feira (11), com representantes da empresa TMSA, uma das maiores empresas do segmento de equipamentos para terminais e movimentação de granéis sólidos do Mercosul, que manifestou interesse em implantar uma filial no Estado do Pará.

Os representantes da empresa foram atendidos pelas Diretorias de Atração de Investimentos e Negócios e da Diretoria de Estratégia e Relações Institucionais da Codec. Na ocasião, o CEO da TMSA, Mathias Elter, informou que já atuou no Estado em parceria com outras empresas, mas que agora quer implantar uma filial no Pará.

“Queremos otimizar a nossa logística e a nossa questão fiscal nas nossas operações e sabemos que não temos como não estar no Estado do Pará mais cedo ou mais tarde. Só nos resta saber o tamanho, que vai depender do que o Estado tem a oferecer, inclusive sob o ponto de vista de benefícios disponíveis para fornecedores de máquinas e equipamentos”, disse Mathias.

“Queremos estar próximos de uma área portuária, que tenha mão de obra qualificada, por isso queremos conhecer melhor o Estado”, acrescentou o empresário.

Localização estratégica

O Diretor de Atração de Investimentos e Negócios da Codec, Manoel Ibiapina, destacou a importância do contato com a empresa, reforçando o papel da Codec como porta de entrada de investimentos no Estado, e apontou possíveis localidades em que o empreendimento poderá se instalar. “Ao entender os objetivos da TMSA, logo nos ocorre Barcarena como principal localidade que pode receber esse investimento, devido à sua localização estratégica e do porto de Vila do Conde e, em Barcarena, inclusive, o Distrito Industrial é administrado pela Codec. No entanto, vamos elaborar um mapa com todas as possibilidades locacionais para que a empresa possa se implantar”, adiantou.

O documento a ser encaminhado à empresa conterá informações sobre rodovias, projetos de ferrovias, benefícios fiscais, portos e mão de obra qualificada. Além disso, a Codec garantiu que fará a interlocução com outras secretarias e entidades da gestão estadual para permitir que a empresa possa tomar a melhor decisão sobre a localidade de sua filial no território paraense.

Texto: Igor Nascimento (Ascom Codec)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.