Codec recebe evento sobre serviço de navegação entre portos na região norte

A Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec) recebeu na última quinta-feira (23) representantes do Grand Port Maritime de La Guyane (GPM), empresa estatal responsável pelas operações portuárias da Guiana Francesa e pelos estudos de cabotagem inter-regional entre Guiana e os estados do Pará e Amapá. No evento, foram apresentados os primeiros resultados da iniciativa que pretende viabilizar a navegação entre os portos e facilitar as relações comerciais entre os envolvidos.

O primeiro encontro ocorreu no ano passado e, a partir da assinatura de um termo de cooperação, foram iniciados os estudos de cabotagem entre Pará, Amapá e Guiana. Por iniciativa da empresa Business France, agência responsável por atração de investimentos da França, foi viabilizada a aproximação entre Codec e Guiana e iniciados os estudos pela empresa de consultoria See Up, ligada à EY (Ernst & Young) – uma das quatro maiores empresas de serviços profissionais do mundo. Os recursos são do Programa de Cooperação Interreg Amazonie (PCIA), fundo que busca favorecer o desenvolvimento integrado da Guiana Francesa.

De acordo com o gerente de relações institucionais da Codec, Ricardo Carneiro, o evento foi importante para definição do status e para a integração de atores da esfera pública e privada ao projeto. “Tivemos contribuições com mais informações sobre exportações, do ramo da navegação e logística e também com discussões sobre possibilidades de novas rotas marítimas”, disse.

Segundo o Diretor do GPM, Rémy-Louis Budoc, o projeto tem o objetivo de fluidificar o tráfego marítimo para benefício da população. “Tivemos uma excelente reação dos atores regionais que deram importantes contribuições para completar os estudos”. Ainda de acordo com ele, os estudos e os projetos definitivos de cabotagem inter-regional estarão prontos até o mês de julho deste ano.

Estiveram presentes no evento, o presidente da Codec, Olavo das Neves, que apresentou o programa Pará 2030 para representantes do GPM, com foco nas cadeias produtivas do Estado; Raul Tavares, gerente da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa); o Cônsul honorário da França no Brasil, Sérgio Galvão; Valère Escudié, representante da empresa de consultoria See Up; Adriana Braga, gerente da Business France no Brasil; Hito Moraes, vice-diretor da faculdade de engenharia naval da Universidade Federal do Pará (UFPA); Alexandre Araújo, diretor-presidente da Associação dos Profissionais de Logística da Amazônia (Asplam); representantes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme); da Coordenadoria de Relações Internacionais do Governo do Estado (Cori), da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Pará (Faciapa); das empresas Amazon Traders e NorteLog, entre outros. 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.