Gestores da Codec conhecem tecnologia da indústria têxtil em Taiwan

Conhecer o ambiente de inovação e tecnologia, com ênfase na indústria têxtil, visando à instalação de um polo têxtil em território paraense. Com esse objetivo, Olavo das Neves, presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), e Lucélia Guedes, diretora de Novos Negócios, estão na Ásia, desde a sexta-feira (19), visitando instituições e empresas do setor têxtil.

Nesta segunda-feira (22), ambos conheceram as instalações da Super Textile Corporation, uma grande fábrica de tecidos funcionais, com maior valor agregado, que atua no setor desde 1975. Com clientes em diversos países, a empresa já ganhou vários certificados pelos cuidados com o meio ambiente, e por produzir tecidos a partir da reciclagem.

Os gestores da Codec também visitaram as sedes do Taiwan Textile Research Institute, um instituto mantido pelo governo de Taiwan com amplos investimentos em inovação e criação de produtos e tendências, e a Taiwan Textile Federation, federação que congrega várias associações e sindicatos de indústrias da área têxtil, reunindo cerca de 4 mil indústrias.

Celulose solúvel

O conhecimento in loco é necessário para fortalecer os diálogos destinados à implantação do polo têxtil e para ampliar o entendimento da cadeia de processamento da celulose solúvel destinada à fabricação de viscose, que tem nos tecidos um de seus produtos derivados.

Para Olavo das Neves, o Pará apresenta hoje as melhores condições para a transformação da celulose solúvel. “A partir da industrialização aqui abriremos um fantástico leque de oportunidades em nosso Estado, além de contribuir com a firme missão de agregação de valor, que norteia o Programa Pará 2030 (lançado pelo governo estadual visando o desenvolvimento econômico com sustentabilidade)”, destacou o presidente da Codec.

A missão também conta com a participação da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), representada pela diretora Rita Arêas, que também preside o Sindicato das Indústrias de Confecção do Pará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.