Governo avança para a criação de Distrito Industrial em São João de Pirabas

Empresas sinalizaram investimentos de mais de R$ 1 bilhão para implantação de fábrica de cimento

Foto: Divulgação

O protocolo de intenções assinado em outubro de 2020 para a criação do Distrito Industrial no município de São João de Pirabas segue evoluindo para a futura instalação na região. Empresas interessadas na construção do novo DI confirmaram investir mais de R$ 1 bilhão na área onde será implantada a maior fábrica de cimentos em solos paraenses, gerando aproximadamente 2,5 mil vagas de empregos na construção da fábrica, e até 500 vagas na área operacional do empreendimento.

Para o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (CODEC), Lutfala Bitar, a implantação do DI de São João de Pirabas é uma ponte para a entrada de investidores na Região de Integração do Rio Caeté, fomentando a economia local. “Além dos investimentos de grandes empresas no município, vamos levar oportunidades para o desenvolvimento da região, principalmente na parte industrial. Para isso, vamos facilitar a entrada das empresas no DI com ações”, afirma o presidente.

Presidente Lutfala Bitar / Foto: Divulgação

No novo Distrito Industrial, a construção da fábrica de cimentos na DI de São João de Pirabas deve proporcionar além da geração de postos de trabalho, a qualificação para milhares de habitantes do município. “Estamos focados em levar qualificação para a população local que irá trabalhar tanto na construção da fábrica, quanto na parte operacional”, revela o diretor de Estratégias e Relações Institucionais, Pádua Rodrigues. “Para isso, estamos trabalhando em parceria com o Estado, Prefeitura, investidores e a Associação Comercial do município”, finaliza.

Espaço

Foto: Divulgação

O Distrito Industrial de São João de Pirabas possui uma área total de 3.339 hectares, sendo 2.499 hectares já destinados para as empresas que confirmaram investimento na área, representando mais de 70% do total no DI. Este interesse revela o grande potencial econômico no município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.