Reunião traça plano de melhorias para Distrito Industrial de Icoaraci

O Complexo Industrial de Icoaraci, em Belém, foi tema de uma reunião que discutiu melhorias estruturais para o distrito. Reunidos na sede da empresa Tramontina, no dia 9, os representantes da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec) – administradora do Polo -, da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa) e representantes de diversas empresas instaladas no Distrito, falaram sobre as principais demandas da área e apontaram melhorias que devem ser implementadas com o objetivo de dar melhores condições às atividades industriais e de acesso aos trabalhadores locais.

“Este encontro é importante porque representa a retomada de todas as demandas de estrutura do Distrito e também a aproximação com o governo do Estado, por meio de várias secretarias, que podem contribuir com o desenvolvimento de novas indústrias, além das já instaladas aqui”, avaliou o diretor da Tramontina, Antônio Pagliari.

Após ouvir as demandas das empresas, o presidente da Codec, Fábio Lúcio Costa, destacou o encontro como o primeiro passo para o desenvolvimento de um plano piloto no Distrito Industrial de Icoaraci. “Juntos, podemos iniciar um trabalho que pode servir de exemplo para os demais Distritos Industriais do Pará, obviamente, respeitando suas peculiaridades”, disse

Para o presidente do Sistema Fiepa, José Conrado Santos, além de alinhar Codec e Fiepa para fazer frente às demandas apontadas pelas empresas, o encontro foi importante para dar apoio junto aos órgãos competentes para a melhoria do pólo. “Já tivemos aqui muitas indústrias que paralisaram suas atividades. Porém, neste encontro, acenamos com total apoio para fortalecer o Distrito Industrial a partir de mecanismos para atrair novos investimentos para cá”, revelou.

“Também nos colocamos à disposição das indústrias locais com toda a estrutura do Sistema Fiepa, com Sesi (Serviço Social da Indústria), Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e IEL (Instituto Euvaldo Lodi) e também com o Centro das Indústrias do Pará (CIP), que estiveram presentes nesta nessa reunião e que podem atuar em diversas frentes”, garantiu Conrado. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.